Dia do Psicológo lembra da importância do cuidado com a saúde mental

Dia do Psicológo lembra da importância do cuidado com a saúde mental

Na data dedicada aos profissionais da psicologia, celebrada dia 27 de agosto, o Instituto de Assistência à Saúde dos Servidores Públicos do Município de Belém (IASB) lembra da importância do cuidado com a saúde mental, especialmente num contexto de pandemia, com demandas emocionais diversas e reconhece a relevância dos profissionais que atuam para garantir que os pacientes tenham uma vida mais saudável e feliz.

Psicóloga há mais de duas décadas, Patrícia Diniz Bentes destaca a relevância da profissão em tempos tão diversos, desafiadores. “A psicologia é uma profissão que está sempre no laço social, ela não pode se eximir do contexto em que ela acontece, em que ela existe, em que se presta a assistir à sociedade, seja no âmbito institucional, seja no âmbito clínico. Neste momento, existem demandas de sofrimento mais agudas, questões mais profundas por conta dessa contingência que tomou a todos, a psicologia se presta justamente a essas funções de suporte, de assistência às pessoas nas suas demandas específicas em relação à saúde mental”, explicou.

A profissional de saúde que atua no IASB há cerca de dois anos comentou o aumento das demandas de problemas ligados à saúde mental na pandemia da covid-19. “A pandemia agudizou mais o estresse, as pessoas têm a sensação de estar mais vulneráveis, há mais pressão social, há desamparado social, todo mundo está vivendo com demandas muito maiores. As pessoas tiveram que fazer remanejamentos pessoais, laços sociais, mudanças nas suas vivências sociais com muitas limitações que foram inerentes ao contexto da pandemia. Há sofrimento pessoal, muitos estão lidando com perdas factuais mesmo”, comentou.

Para a psicóloga, é recompensador poder contribuir e ajudar as pessoas a encontrar formas de lidar com as adversidades que se apresentam no dia a dia. “Eu me sinto na responsabilidade de atuar dentro daquilo que me cabe, no que cabe à psicologia prestar suporte ou reflexões para aqueles que nos demandam”, concluiu.